Oi!

Oi.

Nessa vida, tudo precisa começar de algum jeito. Parece que o melhor jeito é esse mesmo, “oi”. É simples? É. Mas tem um tom positivo, animado, até um quê de “com licença, desculpa te incomodar, é que…”. É que temos algo a dizer. É que a gente gosta (bastante) de falar, ler, escrever, pensar sobre cultura. É que, de tanto falar um com o outro sobre isso, acabamos sempre com aquela energia para fazer algo a mais e não deixar o papo morrer ali.

E, no nosso mundo em que tanta gente fala sobre tanta coisa, por que não colocar nossos dedinhos no meio dessa prosa toda? Pois é. Então, estamos falando.

Ou tentando. Resolvemos começar uma newsletter, essa aqui, mais especificamente – ou, se você é do #timenostalgia, um boletim informativo. A ideia é falar de coisas legais. Coisas, assim mesmo, bem indefinido. Gostamos de filmes, músicas, livros, séries. Mas a gente também adora podcast, show, exposições, concertos, comida, textos perdidos aí pela internet…

Porque cultura é tudo isso aí. E sabe quando uma receita diz “misture até ficar homogêneo”? Isso aqui é bem o contrário. Vai tudo misturado ao nosso bel prazer, no melhor estilo larica cultural, fazendo ou não sentido. Inclusive, não nos responsabilizamos se você sair mais confuso do que entrou. Afinal, a esses ingredientes, vamos adicionar nossos pitacos, palpites, interpretações e reflexões na madrugada abandonada e não atend…não, pera, volta.

“Cartas Marcadas” funciona assim: primeiro, textão, né, miga? Um de cada um dos autores, trazendo algo que nos interessou recentemente + considerações sobre o tema. Depois, duas dicas, num texto bem curtinho (de verdade). Tudo devidamente linkado, gifado e até memeado para ser dinâmico, moderno e te fazer cair naquela espiral maluca de internet com 12 abas abertas no navegador em que você de repente se pergunta como chegou ali.

Pelo menos, por enquanto. Como dissemos, tentamos. Se não estiver dando certo (pra vocês e pra gente) assim ou assado, mudamos. Ah, e como coisa boa é coisa com exceção, visto que essa intro já tá um textão, o Marca Textos #0 traz apenas o texto do Emannuel. Não se preocupa: na edição #1, a gente compensa.

Por fim – a gente jura que é o fim – estamos super abertos a sugestões, dicas, perguntas. Queremos saber o que vocês acham, queremos começar um diálogo. A conversa não termina aqui. Os contatos estão todos ali no finzinho do tal boletim informativo.

Um abraço e boa leitura,

Emannuel e Marília, não necessariamente nessa ordem.

Advertisements