Ninguém quer ser vice-presidente

Por Juliana Kazan

Olar…sobre o que vamos falar? Sobre Veep! Sim, a série da HBO com Julia Louis Dreyfus. Mas antes, comecemos do começo, pois a culpa do meu amor por essa série vem de duas outras séries.

A primeira é Seinfeld, “the show about nothing”! Você já assistiu? Se não, assista, porque foi um marco para o formato das sitcoms e dos roteiros dessa nossa vida como conhecemos hoje. Foi aí que comecei a amar a Julia (a íntima). O episódio “The Pen”, em especial, é uma delícia e Julia destrói. Para termos ideia da maravilha que é, só em Seinfeld essa mulher ganhou 12 prêmios.

A segunda série é The New Adventures of Old Christine, outra sitcom que foi ao ar entre 2006 e 2010. Morro de saudades dessa série que, infelizmente, não está no Netflix nem YouTube, então não sei como revê-la e me dói! A Julia está fabulosa e o elenco é perfeito. A sinopse por si só é maravilhosa: uma mãe recém separada (Christine) cujo ex-marido agora namora uma Christine beeeem mais nova precisa lidar com essa nova relação, criar o filho e ainda lidar com seu irmão mais novo, que está morando com ela. Prêmios e indicações também acompanham a série.

E finalmente chegamos a Veep, que estreou na HBO em 2012. A série segue a frustração que a vice-presidente dos EUA sente no cargo. Quem sonha em ser vice-presidente quando crescer, certo? Exato, ninguém! É fácil se identificar com Selina.

A série já está na 6ª temporada, cada uma com 10 episódios, e é fantástica!  O roteiro não dá pistas sobre quem representa os partidos, então às vezes você reconhece ações democráticas, outras vezes, republicanas. A série apresenta todo o jogo político, as generalizações do eleitorado, a equipe responsável por todo o backstage de um candidato, lobistas, enfim… tudo o que envolve esse universo com o plus do politicamente incorreto! Quero chamar a atenção para o ótimo Tony Hale! Juro que sou viciada no personagem dele (Gary Walsh).

Não é que os prêmios façam do show um hors concours, porém são muitas, muitas, muitas indicações e muitos prêmios merecidos! No Emmy de 2013, Julia ganhou (melhor atriz em uma série de comédia) e, quando foi receber, subiu ao palco com Tony Hale que, durante o discurso da atriz, se manteve no papel de Gary. Foi perfeito!

Entonces é isso! Assistam! Juro que é super válido!

Ah, quero agradecer Marolius por ser tão delícia e me convidar aqui, luv u! Oks..tchaus.

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

Create a website or blog at WordPress.com

Up ↑

%d bloggers like this: