Game of Thrones perdeu a mágica?

Por Emannuel

Eu parei de assistir Game of Thrones na quarta temporada. Lembro que quando terminei de ver um determinado episódio, disse para mim mesmo que não iria continuar a acompanhar. A vontade de ceder nessa decisão apareceu várias vezes, afinal, eu li todos os livros publicados até agora e tenho certeza que vou ler os que forem publicados no futuro, gosto da saga e da história como um todo. Mas a maior pressão veio no âmbito social. Simplesmente parece que todo mundo vê essa série, é um daqueles raros casos em que o público e a crítica parecem concordar, e Got provavelmente vai ser um sinal que demarcará essa época da mesma forma que Harry Potter é sinônimo da virada do milênio.

Dito isso, Game of thrones está, nessa temporada, passando por um fenômeno que não aconteceu com Harry Potter. Ou ao menos não na mesma escala. Depois de duas temporadas que foram praticamente uma unanimidade na recepção calorosa, essa sétima temporada está recebendo muitas críticas, e de todos os lados. Apesar de não estar acompanhando (e por isso mesmo fiz o disclaimer no início do texto), não consegui escapar à enxurrada. Um dos principais pontos parece ser a forma que a série parece estar forçando a suspensão de descrença dos telespectadores. Pode parecer estranho exigir isso de um mundo de fantasia, mas cabe lembrar (como o site Literatortura fez num post de facebook), que existe uma lógica interna ao mundo de ficção. Essa não é uma coisa que acontece em toda obra literária (ou audiovisual), como o surrealismo está aí para comprovar, mas é essencial numa série como GoT, que conquistou o público justamente por apresentar um mundo de fantasia que não estava assim tão distante da nossa realidade. Outras críticas comuns são de que a série agora parece se apressar para sua conclusão, enquanto por anos caminhou num passo muito mais lento, que permitia desenvolver melhor personagens e motivações, ou que, sem livros para servirem de amparo ou a contribuição de Geoge R. R. Martin nos roteiros (coisa que a temporada passada tinha) a série agora parece muito com uma fanfic, onde tudo está mais previsível, ao contrário das reviravoltas das temporadas anteriores.

Todas essas críticas podem ser muito válidas, eu não poderia julgar. Mas a tendência de pegar algo que está mobilizando muita atenção, gerando hype, e, de uma hora para outra, passar a uma posição crítica é algo que não é tão comum no mundo das séries. É muito mais comum ver a maré virar dessa forma num outro ramo, o da crítica musical. Especialmente no mundo da música independente existe a chamada maldição do segundo disco. Se trata basicamente da dificuldade que muitas bandas encontram de, num segundo álbum, conseguir mobilizar o mesmo nível de atenção e, principalmente, de aceitação da crítica que no primeiro. No mundo da música pop esse risco é menor, as estrelas desse gênero musical costumam ser aquelas grandes personalidades que vão além da arte, e conseguem conservar público na pura força de seu carisma. Nos outros cantos do mundo musical isso é muito mais difícil.

Basta imaginar aquelas bandas que ouvíamos no começo dos anos 2000, como The Strokes ou Interpol. Depois de inícios de carreira nos quais eram consideradas salvadoras do rock, a crítica cada vez foi se tornando mais negativa quanto aos seus trabalhos, ao ponto de hoje conservarem um grupo fiel de fãs (saudosistas, em grande parte), mas não tem mais influência real no meio artístico. De lá para cá o mesmo aconteceu com Mumford & SonsFoster the People e muitas outras que caíram tanto no esquecimento que sequer lembramos os nomes.

É bem provável que a maior parte das pessoas persista com GoT até o final, até porque a próxima temporada já foi confirmada como sendo a última. Mas apenas as pessoas que criaram uma conexão muito próxima com a série devem insistir em algum dos cinco spin-offs planejados pela HBO.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

Create a website or blog at WordPress.com

Up ↑

%d bloggers like this: